Autor(es):Lenira Peral Rengel, Aline Soares de Lucena, Camila Correia Santos Gonçalves
Ano:2016
Comitê:Comitê Dança em Mediações Educacionais
Título:DANÇACORPOESPAÇO: INTERAÇÃO EMANCIPADORA
DANCEBODYSPACE: EMANCIPATORY INTERACTION
Resumo: 
 Contextos de formação continuada em dança, da infância até à vida adulta, nos interessam como campos de investigação, seja no ambiente formal e no informal, seja quem dança profissionalmente ou não. Propomos que zonas dos corpos e zonas dos espaços, na dança, interagem (SILVA, 2014) e se cocriam, participando da geração de espaços afetivos (McCORMACK, 2013). Na ação de interação emancipadora, o prefixo co traz um contundente aporte para entendermos relações que se afetam simultaneamente, mesmo que de modos assimétricos. Pensar dançacorpoespaço como coimplicados no que se move, ou seja, no movimento (LABAN, 1984), trata de buscar estabelecer uma ética situacional (GIELEN, 2014). A arte, no caso específico a dança, é parte do comportamento humano (DISSANAYKE, 2012) e por sua longa e contínua presença na evolução da espécie intentamos que ela contribua para uma formação da pessoa que tenha uma visão afetiva do futuro e um otimismo racional (RIDLEY, 2014).
 

Contexts of continued dance formation, childhood to adulthood, are our interest as research fields, whether in formal and informal environment, whoever dance, professionally or not. We propose that areas of bodies and areas of space, in dancing, interact (SILVA, 2014) and cocreate themselves, participating in the generation of affective spaces (McCORMACK, 2013). In emancipatory interaction of action, the co prefix brings a forceful contribution to understanding relationships that affect each other simultaneously, even if in asymmetric modes. Think dançebodyspace as coimplicated in moving, i.e the movement (LABAN, 1984), comes to seek to establish a situational ethics (GIELEN, 2014). The art, in particular dance event, is part of human behavior (DISSANAYKE, 2012) and for his long and continued presence in the evolution of the species we undertake it contributes to the formation of the person whit an emotional vision of the future and an rational optimism (RIDLEY, 2014).
Fazer download