Autor(es):Isabel Maria de Cavadas Valverde
Ano:2017
Comitê:Comitê Dança em Mediações Educacionais
Título:Fado Dança: que portuguesidade?: para uma abordagem estética-artística somático-tecnológica transcultural
FADO DANCE: WHAT PORTUGUESITY?: FOR AN APPROACH AESTHETIC-ARTISTIC APPROACH SOMATIC- TECHNOLOGICAL TRANSCULTURAL
Resumo: 
 A abordagem Fado Dança é um desdobramento do projeto de Pós-Doutoramento “Danças somáticas tecnológicas: processos coreográficos e configurações inovadoras no aprofundamento da intermedialidade com sistemas interativos de visualização e multi-modais inteligentes” em curso (2016-2017) no Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA, no Laboratório Mocap sob a supervisão da Profa. Dra. Lenira Peral Rengel. Enfatizo o processo criativo colaborativo transcultural inter e transdisciplinar em curso. Em questionamento da própria abordagem e escrita desta estética, os procedimentos metodológicos agem em uma atitude crítica pós-colonial (BHABHA, 1994) e autoetnográfica a partir da prática e observação de danças e os procedimentos coreográficos somático-tecnológicos em emergência na atual instância do projeto. Desejo contribuir para o conhecimento e interesse nesta área da dança-tecnologia, tomando a somática como novo campo epistemológico, com referências, incluindo as abordagens, prática como pesquisa somática-performativa (FERNANDES, 2015), e somaestética, (SHUSTERMAN, 2000).
 

The Fado Dance approach it is an unfolding of the post-doctoral project “Somatic technological Dances: innovative choreographic processes and configurations towards deepening the intermediality with intelligent interactive visual and multi-modal systems”, ongoing (2016-2017) at the Post-Graduate Dance Program of UFBA, at the Laboratório Mocap, supervised by prof. dr. Lenira Peral Rengel. I empathize the ongoing transcultural, inter and transdisciplinary creative process. Questioning the very approach and it’s writing, the methodological procedures perform in a postcolonial (BHABHA, 1994) and self-ethnographic critical attitude departing the dance practice and observation and the emerging somatic-technological choreographic procedures in present instance of the project. I wish to contribute to the knowledge and interest in this research field of dance-technology, taking somatics as new epistemological field, with references, including, practice as research somatic-performative (FERNANDES, 2015) and somaesthetics (SHUSTERMAN, 2000).
Fazer download